Confira as 10 maiores temperaturas do Brasil até o momento

🔥Confira as 10 maiores temperaturas registradas no Brasil, até essa quinta-feira (19):

  • 44,8°C em Nova Maringá (MT) no dia 4 de novembro de 2020 e 5 de novembro de 2020;
  • 44,7°C em Bom Jesus do Piauí (PI) no dia 21 de novembro de 2005;
  • 44,6°C em Bom Jesus do Piauí (PI) no dia 18 de novembro de 2005;
  • 44,6°C em Orleans (SC) no dia 6 de janeiro de 1963;
  • 44,6°C em Água Clara (MS) no dia 5 de outubro de 2020;
  • 44,5°C em Nova Maringá (MT) no dia 8 de outubro de 2020 e 25 de setembro de 2020;
  • 44,3°C em Aragarças (GO) em 9 de outubro de 2020;
  • 44,2°C em Cuiabá no dia 19 de outubro de 2023.

Escândalo! Médico de Cuiabá é acusado por assediar criança quando voltava de escola

Um médico foi detido, nessa terça-feira (17), suspeito de perseguir e assediar sexualmente uma adolescente de 13 anos e o irmão, uma criança diagnosticada com Transtorno de Espectro Autista (TEA), de 6 anos, no Bairro Santa Isabel, em Cuiabá

Como o caso segue sendo investigado, nenhuma das partes será identificada nesta reportagem, a fim de preservar a privacidade e a integridade dos envolvidos no caso. 

A Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) informou por meio de nota que está acompanhando os desdobramentos referente à denúncia envolvendo um perito oficial médico legista, e que todas as medidas administrativas cabíveis serão adotadas. 

A mãe das vítimas contou ao g1 que o caso ocorreu durante a manhã, quando a filha mais velha estava buscando o irmão no colégio. 

“Minha filha busca o irmão todos os dias na escola, é rotina. Só que ontem ela reparou que um carro estava seguindo ela, ele [o médico] acelerava e freava conforme ela andava. Ele ficava chamando ela para entrar no carro dele. O médico começou a cercar ela pela calçada para não ter onde passar, falando para ela entrar no carro com o irmãozinho e que levaria eles para passear”, disse. 

A mãe contou que a perseguição só parou quando os filhos chegaram em casa e os vizinhos da família começaram a se aproximar.

“Ele foi se aproximando até eles chegarem em casa, só que o pessoal de casa viu que algo estava estranho e começaram a chamar ela. Quando perguntaram o que tinha acontecido, minha filha começou a chorar. Nisso, eles [os vizinhos] foram até o carro perguntar o que ele queria, o carro acelerou e foi embora”, contou. 

Ainda segundo a mãe, o médico teria ido até a Perícia Oficial e Identificação Ténica (Politec-MT), onde ele trabalha, para se esconder. No local, ele teria alegado ser vítima de tentativa de assalto pelos vizinhos das vítimas, que foram atrás do suspeito assim que ele fugiu. 

“Ele foi preso em flagrante, mas, na delegacia, os policiais informaram que, como minha filha tem 13 anos, não é considerado abuso, só quando é abaixo de 12 anos”, explicou. 

A mãe ainda contou que a filha não deu motivos para que fosse assediada sexualmente, já que a menina é muito calada e não se veste com roupas justas e com decote. 

“É desesperador. A minha filha só chora porque foi um trauma. Ela nunca usou roupa curta e nem usou roupa vulgar para nenhum homem e ninguém olhar para ela, então ela está sem entender até agora do porquê isso ter acontecido. Mas não vou ter medo, vou denunciar até o fim”, concluiu.

COM G1

Homem que assassinou e arrancou coração de tia é transferido para Adauto Botelho

Lumar Costa da Silva, o homem que matou a tia a facadas e arrancou o coração dela, em 2019, em Sorriso (a 420km de Cuiabá), foi transferido para o Centro Integrado de Assistência Psicossocial Adauto Botelho, em Cuiabá. A determinação para a transferência foi do juiz Walter Tomaz da Costa, da Terceira Vara Criminal Comarca de Sinop.

Conforme apurou a reportagem, a transferência foi oficialmente comunicada à Justiça no dia 6 de outubro.

No dia 11 de outubro, após a transferência de Lumar, o juiz Walter Tomaz da Costa se julgou incompetente para continuar no caso, por entender que “a competência para a fiscalização do cumprimento da pena desloca-se para o Juízo da Execução da comarca de residência do apenado ou de sua segregação”, ou seja, como Lumar está em Cuiabá, o caso passa a tramitar na capital.

Com a decisão, o caso foi transferido para a competência do juíz Geraldo Fidelis, da 2ª Vara Criminal de Cuiabá.

Em junho de 2022, a Justiça havia determinado que Lumar fosse internado em um hospital psiquiátrico em São Paulo, uma vez que foi considerado inimputável em razão de um transtorno psiquiátrico. Contudo, a transferência ainda não tinha sido realizada e ele continuava em uma unidade prisional comum.

Por conta disso, o advogado Dener Felizardo, responsável pela defesa de Lumar chegou a pedir que ele fosse transferido para a prisão domiciliar ou que tivesse decretada a prisão provisória mediante aplicação de cautelares.

O assassinato

Lumar veio de São Paulo para o município de Sorriso, onde foi acolhido pela tia, Maria Zelia da Silva Cosmos. Não demorou para que os dois tivessem problemas e a vítima pedisse que o sobrinho procurasse outro local para viver.

No dia 2 de julho de 2019, ele foi até a casa da tia, já com o intuito de matá-la. Ele a encontrou sentada na área e chamou para conversar dentro da residência. Assim que ela entrou, totalmente desprotegida, o homem a surpreendeu com diversos golpes de faca.

Com a vítima no chão, Lumar dilacerou o peito dela e retirou o coração. Ele ainda roubou dela R$ 800 em dinheiro e saiu do local com o coração em uma sacola plástica.

Então, o assassino foi até a residência da filha de Maria e colocou o coração sobre um tanque, contando o que havia acabado de fazer. Não satisfeito, roubou o carro da mulher e tentou fugir com a filha dela, uma menina de apenas 7 anos, por quem disse estar apaixonado. Ele só desistiu do sequestro após a intervenção do tio da mulher.

No dia 24 de junho de 2022, o juiz Anderson Candiotto, da comarca de Sorriso, concedeu absolvição sumária a Lumar em decorrência dos seus problemas psiquiátricos.

Corpo de jovem de 21 anos é encontrado carbonizado em Poconé

Polícia identificou o corpo encontrado parcialmente carbonizado, na porta de um sítio, em Poconé (104 km ao sul de Cuiabá). Trata-se de Douglas Alencar Ribeiro, 21. Motivação do crime é investigada.

Conforme a polícia, o corpo foi encontrado por volta das 6h40, por uma testemunha que chegava no sítio. Corpo da vítima estava sendo queimado e ainda saia fuma

Polícia foi acionada, isolou a área e acionou a Polícia Civil, que assumiu a ocorrência. Vítima foi reconhecida por meio das tatuagens.

A mãe também confirmou que se trata do filho. Agora, a polícia investiga autoria do crime, bem como a motivação.

FONTE – GAZETA DIGITAL

Em Mato Grosso assaltantes são mortos ao tentar invadir casa

Dois suspeitos morreram ao tentarem invadir uma casa, em Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá, nessa quinta-feira (12). O morador do local que teria atirado contra os criminosos possui registro de Colecionador, Atirador Desportivo e Caçador (CAC) e reagiu ao assalto

Segundo a Polícia Militar, o casal estava em casa com a filha quando escutaram alguém chamando pelo nome da mulher. Ao saírem na porta de casa, viram os dois homens forçando o portão para entrar. 

Em seguida, os criminosos ameaçaram atirar e pediram pela chave do carro do casal. Ao tentarem sair com o carro da garagem, o morador atirou contra os suspeitos.

Ainda segundo a polícia, os suspeitos tinham histórico criminal de roubo, tráfico ilícito de drogas e sequestro. 

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionado e constatou a mortes dos suspeitos ainda no local. 

A Politec esteve no local e a Polícia Civil investiga o caso.

Após 18 facadas mulher morre em Sinop

Simone Antunes da Silva, de 34 anos, não resistiu e faleceu no hospital regional, ontem à noite, após ser esfaqueada nas proximidades do bairro Jardim Europa. O principal suspeito de cometer o crime é o ex-marido da vítima. Ela foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros, com ferimentos nos braços, tórax, abdômen e clavícula. 

Conforme o sargento Cláudio, a vítima pediu ajuda na base dos bombeiros, que fica na avenida das Figueiras, e foi levada ao hospital regional. “Demos o primeiro suporte, colocamos no soro e iniciamos o deslocamento. Na avenida André Maggi, a viatura avançada incorporou a nossa e um médico e duas enfermeiras começaram a trabalhar. Fizeram todo o trabalho de sedar e entubar a vítima”, afirmou. 

Um parente da vítima contou que viu quando o suspeito se aproximou e começou a desferir as facadas, cerca de 18 vezes. Segundo o boletim de ocorrência, havia divorciado recentemente do suspeito. Ele fugiu e, até o momento, não foi localizado. A Polícia Civil investiga o caso.  

O corpo de Simone foi encaminhado ao Instituto Médico Legal para exames de necropsia. Não há informações sobre os procedimentos fúnebres.

FONTE – SÓ NOTÍCIAS

Uma tonelada de cocaína são apreendidos em Juara e Porto dos Gaúchos

Equipes policiais da Ficco (Força Integrada de Combate ao Crime Organizado) apreenderam duas cargas de cocaína nos últimos 15 dias, em Porto dos Gaúchos e Juara, que totalizam quase uma tonelada da droga. 

O entorpecente, conforme a investigação, seria enviado para estados da região Sudeste do País.

O primeiro carregamento foi localizado no final de setembro, na zona rural de Juara, a partir de diligências da Ficco em conjunto com o Gefron, a Polícia Militar de Sinop e a PRF de Sorriso. Os 500 kg de droga estavam enterrados em área próxima a uma pista clandestina de pouso no município.

Dando prosseguimento às investigações, no início desta segunda-feira (9), a Ficco realizou diligências para localizar uma nova carga de entorpecentes na região Norte, que estaria sendo acomodada em um fundo falso de um caminhão.

Ao abordarem o caminhoneiro, em um fundo falso, os policiais confirmaram o carregamento da droga, com aproximadamente 500 quilos de cloridrato de cocaína.

A Ficco é composta pela Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Judiciária Civil e Polícia Militar, tendo como objetivo a atuação conjunta e integrada no combate ao crime organizado no estado do Mato Grosso

Motorista atropela suspeito de furtar celular em MT – cenas chocaram

Um motorista atropelou um suspeito que teria furtado o celular dele e passou 4 vezes com o carro por cima dele, na madrugada de sábado (7), no Bairro Popular, em Cuiabá. De acordo com a Polícia Civil, o crime aconteceu em frente a um estabelecimento por volta de 5h e a vítima só foi socorrida 2 horas depois. Uma câmera de segurança da loja registrou toda a ação.

Em um dos vídeos mostra a vítima, de 37 anos, andando na calçada quando é atropelada e arremessada por um carro. O motorista dá ré e passa por cima do homem mais quatro vezes. Em seguida, ele teria passado outras 3 vezes em cima da vítima. Pelas câmeras, o crime aconteceu por volta de 5h. 

Cerca de 50 minutos depois, o motorista volta no local, pega o tênis da vítima e arremessa um par para dentro da loja e o outro para uma casa. Depois, ele vai embora. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chega no local 2 horas depois do crime.

O vídeo você pode ver no Instagram https://www.instagram.com/reel/CyLfGImOfnj/?igshid=MzRlODBiNWFlZA==

Preso casal no Nortão suspeito de ‘alugar’ conta bancária para receber dinheiro roubado; R$ 70 mil recuperados

Um casal suspeito de receber dinheiro roubado, de uma vítima, com restrição de liberdade, ocorrido em Rondonópolis, foram presos em flagrante, ontem, no município de Carlinda (280 quilômetros de Sinop), em ação realizada pelos policiais da Divisão Especializada de Roubos e Furtos, da delegacia de Alta Floresta. O homem, de 29 anos, e a mulher de 22, foram flagrados em posse de parte do dinheiro roubado e confessaram que recebiam “uma comissão” de 10% do valor roubado, pelo empréstimo da conta bancária, segundo a Polícia Civil. 

O roubo ocorreu na segunda-feira, os criminosos obrigaram as vítimas, em Rondonópolis, a fazerem duas transferências via PIX, totalizando R$ 1,9 mil, para a conta de uma pessoa. Durante as investigações, a equipe identificou que a conta bancária pertencia a uma pessoa, moradora de Carlinda. Após receber a informação, os policiais de Alta Floresta foram até o município e conseguiram localizar a titular da conta bancária que recebeu o dinheiro.

Questionada, a mulher informou que a sua filha e o seu genro eram os responsáveis por movimentar e conta e quem teria sacado o dinheiro. Ela disse que chegou a perceber quando o valor entrou na conta, porém o genro alegou que seria referente a um dinheiro que ele tinha para receber e que passou o número da conta dela. Os policiais localizaram o casal, apreendendo com eles a quantia de R$ 1,7 mil e confessaram a participação no crime, informando que um colega os procurou, há algum tempo, oferecendo uma comissão de 10% para o “aluguel” da conta bancária. 

Ainda no mesmo dia, a conta bancária fornecida pelo casal recebeu a quantia de R$ 70 mil, produto de outro crime. Imediatamente após a comunicação do fato, os policiais de Alta Floresta entraram em contato com a equipe da Delegacia Especializada de Repressão a Crimes Informáticos que junto ao setor antifraudes da agência bancária, conseguiu o bloqueio do valor, que após algumas providências de praxe, será restituído para a vítima. 

Conforme Só Notícias já informou, a Polícia Civil de Mato Grosso e São Paulo prendeu 4 estelionatários e recuperou cerca de R$ 500 mil desviadas de vítimas de golpes. 

Receba em seu WhatsApp informações publicadas em Só Notícias. Clique aqui. Redação Só Notícias (foto: assessoria/arquivo)

Grupo investigado por desvio de recurso público destinado à saúde de Cuiabá é alvo de operação da PF

Um grupo investigado por desvio de recurso público destinado à saúde de Cuiabá é alvo da ‘Operação Iterum’ da Polícia Federal. Foram cumpridos, na manhã desta quarta-feira (4), 9 mandados de busca e apreensão na capital e em Várzea Grande. O prejuízo aos cofres públicos é estimado em R$ 13 milhões. 

Mais de 30 policiais federais cumpriram as ordens judiciais com apoio de quatro servidores da Controladoria Geral da União (CGU). Os alvos são 3 servidores da Secretaria Municipal de Saúde, empresários e possíveis laranjas. 

A TV Centro América entrou em contato com a Secretaria Municipal de Saúde, mas não obteve retorno até a última atualização desta reportagem. 

Durante as investigações, foram detectadas irregularidades na execução de contrato de serviços de tecnologia, mantido pelo município entre 2017 e 2022 com uma empresa do ramo de informática. Segundo a PF, o prejuízo é referente aos 5 anos de contrato, que foi aditivado ano a ano, até 2022.

A polícia realizou análises com o apoio do órgão de controle e não encontrou evidências da prestação dos serviços contratados, além da correlação com os pagamentos. 

Segundo a PF, a empresa foi contratada para ampla assessoria na área de Informatica, desenvolvimento e manutenção de softwares na medida das demandas, mas sem fornecimento de equipamentos.

Pelo que foi apurado, o serviço não era prestado. Relatórios dos fiscais dos contratos não tinham qualquer tipo de informação acerca da prestação dos serviços. 

A PF apura os crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e fraude ao caráter competitivo de licitação. 

As penas dos crimes imputados aos investigados pode chegar a 30 anos de reclusão.

FONTE – G1